Servidores fazem protesto contra direção do Hospital Infantil
02/10/2017 - 11h36 em Notícias Locais

Um grupo de funcionários do Hospital Infantil Lucídio Portela realizará protesto nesta segunda-feira (02/07), às 9h, na Secretaria Estadual de Saúde do Piauí (Sesapi). Aproximadamente dez servidores denunciam assédios e outras irregularidades por parte da direção e da coordenação de enfermagem do hospital.

“A direção nova está desde o início do governo Wellington Dias. No primeiro ano e meio, a gente chegou a sentir raiva. Ninguém nunca denunciou à imprensa porque a coordenadora dizia que ninguém podia contra ela. Não é um ato contra o governo, mas contra a direção atual do hospital”, declara Aébia Rodrigues auxiliar de enfermagem do hospital.

 

Coordenadora-geral de enfermagem estaria perseguindo servidores
Coordenadora-geral de enfermagem estaria perseguindo servidoresFoto: Divulgação
 
 

 

As denúncias são apontadas, principalmente, contra Patrícia Farias, coordenadora-geral de enfermagem do Hospital Infantil na capital. “Queremos a exoneração dela e vamos deixar um documento com o secretário de Saúde para formalizar o pedido. Vamos entrar com um processo contra ela por assédio moral no Ministério Público”, argumenta Aébia, servidora.

Os servidores se reúnem na sede da pasta, onde realizarão protesto e entregarão um documento com testemunhos de servidores denunciando o assédio e outras confirmações das situações denunciadas. A exigência principal é que se realizem mudanças na direção do hospital e apuração das irregularidades.

As denúncias, de acordo com os servidores, são desde casos de trabalho em condições insalubres a assédio moral e problemas de saúde dos funcionários devido às condições de trabalho. Caso os protestantes sejam atendidos pelo secretário de Saúde, também acontecerá a entrega de um documento a fim de que toda a atual direção do Hospital Infantil seja destituída.

COMENTÁRIOS